A ENE realizou em janeiro de 2012 uma apresentação sobre Sistemas de Detecção de Gases, fixos e portáteis, para a SIURB – Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras da cidade São Paulo.

Neste evento, a participante Comgás – Companhia de Gás de São Paulo – solicitou a presença da ENE em reunião particular para discutir questões relativas aos equipamentos de detecção de gases portáteis adequados para o ingresso em espaço confinado.

A partir desta reunião, a ENE realizou um estudo de avaliação de quais equipamentos se adequavam a 100% dos requisitos estabelecidos na NR33 – Norma Regulamentadora da Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaço Confinado e, concomitantemente, se adequavam as aplicações da Comgas.

 

METODOLOGIA DE TRABALHO

A ENE realizou um trabalho de consultoria fundamentada pelos Órgãos Internacionais: ATEX (94/9/EC e 99/92/EC), OSHA (Occupational Safety and Health Administration) e UL 2075 (Underwriters Laboratories), avaliando 16 diferentes fabricantes de equipamentos de detecção de gases portáteis do mercado, com o objetivo de atender a aplicação do cliente e 100% dos requisitos da norma NR33, especificamente nos incisos:

  • 33.3.2 item h – monitorar continuamente a atmosfera nos espaços confinados nas áreas onde os trabalhadores autorizados estiverem desempenhando as suas tarefas, para verificar se as condições de acesso e permanência são seguras (C 133014-4/I3/S);
  • 33.3.2 item j – testar os equipamentos antes de cada utilização (C 133016-0/I3/S);
  • 33.3.2 item k – utilizar equipamento de leitura direta, intrinsecamente seguro (Zona Zero), provido de alarme, calibrado e protegido contra emissões eletromagnéticas ou interferências de rádio e frequência (C 133017-9/I3/S);
  • 33.3.2 item f – avaliar a atmosfera nos espaços confinados, antes da entrada de trabalhadores, para verificar se o seu interior é seguro (C 133012-8/I3/S);
  • 33.3.2.2 – Em áreas classificadas os equipamentos devem estar certificados ou possuir documento contemplado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade – INMETRO.

Após avaliação e análise, em função do alto nível de exigência com a segurança das operações, foi identificada a classificação para equipamentos de Zona Zero – zona em que uma mistura de gás e/ou gás explosivo é continuamente presente ou apresenta-se por longos períodos. E então, através de uma pesquisa fundamentada nesses requisitos, identificamos os equipamentos de detecção de gases portáteis mais adequados ao nível de proteção exigida por lei.

 

BENEFÍCIOS AO CLIENTE

Após prestação do serviço de Consultoria realizada pela ENE, a Comgás obteve diversos benefícios, dentre eles:

  • Redução de investimento: com a consultoria, o novo equipamento homologado pode substituir 02 equipamentos anteriores, sendo capaz de realizar todas as funções necessárias;
  • Conformidade legal: a Comgas está 100% de acordo com as exigências legais vigentes na NR33, não acarretando multas e autuações por parte dos órgãos reguladores;
  • Economia de Processos: com o uso do equipamento homologado houve uma otimização do tempo operacional no uso dos equipamentos, o que acarreta também na redução nos custos de operação;
  • Segurança do trabalhador: com o uso dos equipamentos adequados ás suas áreas de atuação, pode-se garantir a segurança de seus trabalhadores e de todos envolvidos no processo.

 

SOBRE A ENESENS

A Enesens é uma empresa especializada em soluções de monitoramento de gases e detecção de vazamentos, destinada à preservação de vidas, processos e ativos. A partir de um amplo conhecimento do setor e das principais tecnologias de detecção, comercializa detectores fixos e portáteis para todos os tipos de necessidades, com profissionais especializados na prestação de serviços como projetos, instalação, comissionamento e manutenção dos detectores, além de projetos customizados de desclassificação de áreas a partir da utilização adequada dos detectores de gases fixos.

Para receber informações mais detalhadas sobre a Enesens entre em contato em 11 4218-3288 ou acesse www.enesens.com.br.