DETECÇÃO DE GÁS E OS RISCOS EM SILOS E PROCESSOS AGRÍCOLAS

Os silos e os armazéns são construções indispensáveis ao armazenamento da produção agrícola, entretanto, por sua dimensão e complexidade, podem ser fonte de vários e graves acidentes do trabalho, com alto potencial de risco de incêndios e explosões.

O processo industrial se inicia com a chegada dos grãos, que ao serem descarregados produzem uma enorme nuvem de poeira, em condições e concentrações propícias a uma explosão. Isso ocorre quando uma superfície de poeira de grãos é aquecida até o ponto de liberação de gases de combustão que, com o auxílio de uma fonte de ignição com energia, dá início ao incêndio.

Nosso Gerente de Novos Negócios, Allan Lanza, escreveu uma matéria bem completa, aqui mesmo em nosso blog, sobre o risco da emissão de poeiras no Agronegócio e como realizar o seu monitoramento, leia: http://www.enesens.com.br/emissao-de-poeira-agronegocio/

Além disso, a decomposição de grãos pode gerar vapores inflamáveis; se a umidade do grão for superior a 20%, poderá gerar metanol, propanol ou butanol. Os gases metano e etano, também produzidos pela decomposição de grãos, são igualmente inflamáveis e podem gerar explosões.

Outro gás que devemos ficar atentos é a fosfina, substância decorrente da reação do nitrato de alumínio com o ar. O nitrato de alumínio é colocado em cápsulas junto dos grãos para impedir a proliferação de larvas e bactérias, processo conhecido como fumigação. Entretanto, ao produzir a fosfina em contato com o ar, substância altamente tóxica, pode causar acidentes fatais.

Detecção de Gás em ESPAÇOS CONFINADOS

Os silos e armazéns são frequentemente locais fechados, onde a atmosfera local pode trazer riscos aos trabalhadores que atuam em seu interior, estes locais são conhecidos como espaços confinados e são objeto da norma trabalhista:

NR33 – SEGURANÇA E SAÚDE NOS TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS; e da nova NBR 16577 – ESPAÇO CONFINADO: PREVENÇÃO DE ACIDENTES, PROCEDIMENTOS E MEDIDAS DE PROTEÇÃO.

Inclusive, a nova NBR 16577 foi publicada em março de 2017, elaborada pela Comissão de Estudo de Espaço Confinado (ABNT/CEE-225), que contou com a participação da ENESENS, representada pelo Engenheiro Carlos Bratfisch. Saiba mais sobre a nova NBR e a leia na integra aqui:
http://www.enesens.com.br/nova-nbr-16577-sobre-espacos-confinado/

Os maiores riscos em espaços confinados são a queda do nível mínimo de oxigênio (O2), a presença em níveis perigosos de gases tóxicos (H2S e CO) e presença de gases explosíveis ou inflamáveis acima do nível inferior de explosividade (LEL).

Diante desses riscos, a análise dos espaços confinados e a realização de procedimentos de segurança são obrigatórios. Para isso, é recomendado o monitoramento contínuo das concentrações de gases presentes nesses ambientes, por meio da utilização de detectores de gás fixos, detectores de gás portáteis e software de monitoramento remoto.

Importante ressaltar que além de utilizar os equipamentos, as manutenções preventivas devem sempre estar em dia, por isso, a própria NR33 estabelece como obrigatória a calibração periódica dos detectores de gás, e no caso dos detectores de gás portáteis, também é o obrigatório a realização do teste de resposta.

O teste de resposta é responsável por verificar o desempenho de cada instrumento portátil antes de sua utilização, garantindo que o mesmo esteja apto a detectar a menor presença de gases nos espaços confinados. Devem anteceder a entrada de cada trabalhador nessas áreas, responsável por liberar ou não o acesso e/ou a permanência do trabalhador.

CENTRO DE SEGURANÇA

Com o avanço da tecnologia e com o conceito de Internet das Coisas (IOT) cada vez mais difundido, nada melhor que aplicá-los também na Detecção de Gás, não acham? E foi pensando nisso, em gerar uma segurança aumentada a nossos clientes, que a Enesens desenvolveu o e-GAS, software de monitoramento remoto capaz de gerenciar todo o parque instalado de detectores de gás, gerando efetivamente um Centro de Segurança.

Assim, todos os pontos levantados nessa matéria, como os riscos gerados na Agroindústria, no armazenamento e transporte de grãos e os trabalhados em espaços confinados, podem ser monitorados remotamente por meio do software e-GAS e a tecnologia IOT.

Com o e-GAS conseguimos gerar relatórios das concentrações de gases emitidas em um determinado período, sempre supervisionado por uma central de monitoramento 24 horas para tomada de ações corretivas e preventivas do seu processo, e ainda conseguimos gerenciar o vencimento das calibrações e manutenções de seus equipamentos, e inúmeras outras funções que podem ser aplicadas de acordo com as necessidades dos processos de nossos clientes.

É a Detecção 4.0, o Futuro da Detecção de Gás AGORA! Conheça mais sobre a solução que está revolucionando o mercado da Detecção de Gás http://www.enesens.com.br/servicos/monitoramento/

________________________________________________________________________________

Redigido por Pâmela Cintra – Marketing Enesens.

Para maiores informações siga nossas páginas no LinkedIn / Facebook / Newsletters/Youtube

Sobre a Enesens

A Enesens é uma empresa especializada em soluções de monitoramento de gases e detecção de vazamentos, destinada à preservação de vidas, processos e ativos. A partir de um amplo conhecimento do setor e das principais tecnologias de detecção, comercializa detectores fixos e portáteis para todos os tipos de necessidades, com profissionais especializados na prestação de serviços como projetos, instalação, comissionamento e manutenção dos detectores, além de projetos customizados de desclassificação de áreas a partir da utilização adequada dos detectores de gases fixos.

Para receber informações mais detalhadas sobre a Enesens entre em contato em 11 4218-3288 ou acesse www.enesens.com.br