Baseado na Norma Regulamentadora nº33, a fim de evitar a formação de atmosferas com concentrações inadequadas de gases inflamáveis, tóxicos e oxigênio, devemos realizar procedimentos de Purga e Inertização nos espaços confinados. Confira!

NR33

Essa matéria tem como finalidade comentar e explicar a NR33 – Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde nos Trabalhos em Espaços Confinados, nos quesitos que são abordados os procedimentos de Purga e Inertização.

Para tanto, a NR33 define como sendo Espaço Confinado – qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída, que a ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio.

Diante desta condição exposta

[…] cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes […]”, e com o intuito de garantir a segurança do trabalhador, a Norma estabelece Medidas Técnicas de Prevenção, que para este caso, inclui os procedimentos de Purga e Inertização. Veja:

NR33 – Item 33.3.2 Medidas técnicas de prevenção:

  • f) avaliar a atmosfera nos espaços confinados, antes da entrada de trabalhadores, para verificar se o seu interior é seguro;
  • g) manter condições atmosféricas aceitáveis na entrada e durante toda a realização dos trabalhos, monitorando, ventilando, purgando, lavando ou inertizando o espaço confinado;
  • h) monitorar continuamente a atmosfera nos espaços confinados nas áreas onde os trabalhadores autorizados estiverem desempenhando as suas tarefas, para verificar se as condições de acesso e permanência são seguras;

Mas o que são esses procedimentos de Purga e Inertização?

Purga é definida pela própria NR33 como “método de limpeza que torna a atmosfera interior do espaço confinado isenta de gases, vapores e outras impurezas indesejáveis através de ventilação ou lavagem com água ou gases/vapor”. E a mesma NR33 define Inertização como “deslocamento da atmosfera existente em um espaço confinado por um gás inerte, resultando numa atmosfera não combustível e com deficiência de oxigênio”.

Assim, em outras palavras, Inertização é quando realizamos a Purga através de vapores ou gases N2inertes, sendo que o mais utilizado o Nitrogênio, deslocando a atmosfera do espaço confinado, eliminando os contaminantes como gases inflamáveis e tóxicos. Mas vale ressaltar, que após esse procedimento o espaço confinado é considerado um ambiente IPVS – Imediatamente Prejudicial a Vida e Saúde, pois ao se realizar o deslocamento da atmosfera através do gás inerte, o ambiente fica com deficiência de oxigênio.

Além da Purga e Inertização, para entrar no espaço confinado, também como mencionado na Norma, deve-se realizar o monitoramento continuo do ambiente durante toda a permanência no espaço confinado, para isso, detectores de gás portáteis se fazem obrigatórios.

portateis

Redigido por Pâmela Cintra – Marketing Enesens.

Para maiores informações siga nossas páginas no LinkedIn / Facebook

Sobre a Enesens

A Enesens é uma empresa especializada em soluções de monitoramento de gases e detecção de vazamentos, destinada à preservação de vidas, processos e ativos. A partir de um amplo conhecimento do setor e das principais tecnologias de detecção, comercializa detectores fixos e portáteis para todos os tipos de necessidades, com profissionais especializados na prestação de serviços como projetos, instalação, comissionamento e manutenção dos detectores, além de projetos customizados de desclassificação de áreas a partir da utilização adequada dos detectores de gases fixos.

Para receber informações mais detalhadas sobre a Enesens entre em contato em 11 4218-3288 ou acesse www.enesens.com.br.