Conheça como os estudos de dispersão de gases podem oferecer maior assertividade ao seu sistema de detecção, a partir do estudo de cenários e projeções, que garantem o desenvolvimento de um projeto com 100% de cobertura.

Atualmente, encontramos no mercado uma série de projetos de detecção realizados sem a utilização de estudos prévios da atividade industrial, decorrendo em sistemas de detecção de gases com alto grau de segurança ilusória, permanecendo os riscos ao trabalhador.  Nesta matéria, explicaremos um pouco melhor sobre o tema, evidenciando o que é um estudo de dispersão de gases, como é feito e qual sua importância para o setor.

Em linhas gerais, o objetivo de um estudo de dispersão de gases é fornecer dados consistentes para a implantação de sistemas de detecção de vazamentos. Utilizando técnicas de simulação computacional, ele prevê o comportamento de escoamentos líquidos e gasosos, realizando análises detalhadas sobre possíveis casos de vazamento de gás e de suas variáveis, como velocidade de avanço, áreas atingidas e perfis de concentração.

A partir do estudo de dispersão de gases, consegue-se determinar o número ideal de detectores necessários no processo, e como devem estar dispostos para 100% de cobertura em um espaço determinado, na forma tridimensional, o que possibilita que técnicos de manutenção e operação possam antecipadamente avaliar a praticidade do projeto, evitando que detectores sejam instalados em excesso e em locais de acesso problemáticos ou complicados.

Para desenvolver um estudo de dispersão, utilizam-se ferramentas e metodologias que simulam os mais variados cenários de dispersão de gases na ocorrência de possíveis vazamentos. São levados em consideração fatores como: velocidade e direção dos ventos, temperatura ambiente, direção e localização do vazamento, dimensões e detalhamento do projeto construtivo, e particularidades específicas do processo que podem ser levantadas junto à equipe.

Dispersão de Gases_Enesens_1Dispersão de Gases_3

Fonte: Trabalho desenvolvido pelo engenheiro químico e professor da Faculdade de Engenharia Química (FEQ) da Unicamp, Sávio S. V. Vianna

Por que desenvolver um estudo de dispersão de gases:

  1. Controle de custos, quantificando adequadamente os detectores de gases fixos.
  2. Maior segurança e eficiência ao seu sistema de detecção, com o posicionamento dos detectores nos pontos realmente críticos de vazamentos (Leia mais na matéria sobre Detecção de Gases na Siderurgia).
  3. Assegurar a eficácia na detecção dos vazamentos, possibilitando maior segurança aos trabalhadores, a partir da não exposição a gases tóxicos e letais como o Benzeno (Leia mais na matéria sobre Benzeno).
  4. Grande relevância nos processos de desclassificação de áreas, garantindo completa avaliação dos pontos críticos de vazamentos, correta quantificação e posicionamento dos detectores fixos (Leia mais na matéria sobre Desclassificação de Áreas).
  5. Fundamental nos processos de incentivos fiscais, autorizados para empresas que desenvolvem projetos para prevenção de explosão. A compra dos equipamentos para a implantação desses projetos, como os detectores de gases fixos utilizados para prevenir vazamentos de gases e consequentes explosões, podem apresentar uma redução de 50% do valor do IPI.

Entre os fornecedores especializados na área de detecção encontramos a empresa Enesens, que com intuito de se posicionar como especialista no mercado e gerar segurança real em todas as etapas de seu projeto de detecção de vazamentos, sempre atrelados a uma ampla experiência e profissionais qualificados, oferecem desde o estudo da dispersão dos gases até ao fornecimento, instalação e manutenção dos detectores de gás.

Para receber informações mais detalhadas sobre o tema, a Enesens encontra-se a disposição. Entre em contato em 11 4218-3288 ou acesse www.enesens.com.br.