Quando se fala em LDAR (leak detection and repair), ou seja, programa de detecção de vazamentos e reparos, muitas empresas ainda pensam em adequação às normas e legislações ambientais, de saúde e segurança do trabalho.

O programa LDAR não deve ser visto como custo, mas sim como um investimento, uma vez que não analisam todos os benefícios econômicos vinculados ao LDAR, que podem chegar a reduzir as emissões fugitivas em cerca de 55% já após o primeiro ano da implantação do programa.

É importante ressaltar que a redução dessas fugas, e consequente ganho financeiro para a indústria, é resultado de uma correta implantação, controle e gestão do LDAR, na medida em que uma planta fabril pode apresentar centenas de potenciais fontes de vazamentos, de diferentes gases e vapores, e de equipamentos instalados em localizações de difíceis acessos.

Em linhas gerais, o sucesso da implantação de um projeto LDAR depende dos profissionais, ferramentas e tecnologias adotadas. A reunião dessas fatores  deve ser capaz gerar um alto nível de acerto na detecção e reparo dos vazamentos, com rígidos controles e relatórios que, no final, faça a gestão completa do programa e evidencie os ganhos econômicos gerados.

Cameras Infravermelhar ENesens

Exemplo de uma metologia para implantaçao do LDAR (Fonte: empresa The Sniffers)

A multinacional belga The Sniffers, no Brasil representada pela Enesens, utiliza como base para o desenvolvimentos de seus projetos de LDAR um software próprio, que possibilita realizar a gestão do programa com grande confiabilidade e segurança das informações. O software, conhecido como SFEMP,  apresenta grande facilidade para a visualização dos dados, de acordo com os pontos de vazametnos, gases e outros itens relevantes, possui interação com os dispositivos de campo, como detectores de gases, outros dispositivos de medição ou registradores de dados, além de interagir com outros sistemas empresariais utilizados pela indústria, como o SAP e ORACLE.

foto SFEMP Enesens

Passos adotados para realizar o programa de deteção de vazamentos e reparo.  Funcionamento geral do LDAR com softwares de gestão (referência The Sniffers /Enesens)

  1. Etapa de preparação: planejamento do serviço, coleta das informações da empresa e mapeamento das instalações para que os dados sejam inseridos no banco de dados do software.
  2. Atividades no local: Identificação todas as possíveis fontes de vazamento da indústria e monitoramento dos equipamentos sujeitos a vazamento, rotulando-os para que sejam realizados os reparos iniciais.
  3. Relatórios dos dados: Inserção de todas as informações no banco de dados do software, realizando cálculos de análise de verificação de qualidade, geração de ordens de serviços, laudos e relatórios detalhados.
  4. Entrega do projeto: emissão de projeto com análises detalhadas e planos de manutenções para os próximos anos, com todos os dados do projeto, relatórios e apresentação final dos resultados obtidos.

Durante o processo de medição de vazamentos dentro da indústria, utilizando ferramentas próprias para tal, os equipamentos que apresentam algum ponto de fuga são marcados e os dados são inseridos no SFEMP. O software realiza o registro das medições, a listagem das partes que estão vazando e que precisam ser consertadas, mantendo documentado o histórico de todo processo.

Em seguida, relatórios são gerados automaticamente e é calculado o número de componentes a serem medidos na vistoria seguinte. Por final, é feito o cálculo das emissões totais da instalação e, após o conserto dos equipamentos identificados, verifica-se se os reparos foram bem-sucedidos para a atualização dos registros no SFEMP.

Outras ferramentas adotadas em projetos de LDAR (referência The Sniffers / Enesens)

Além de software SFEMP, a The Sniffers utiliza várias ferramentas para a detecção, medição, reparo e monitoramento das emissões fugitivas, possibilitando importantes ganhos financeiros em função da redução das perdas de produtos, derramamento de matérias primas e otimização dos processos.
Além das câmeras infravermelhas e dos cães Sniffers, a empresa ainda trabalha com a solução para gerenciamento e monitoramento de tanques, com a ferramenta SNIFFLARE, SNIFTRAP, entre outras.

Enquanto o SNIFTRAP é utilizado para controlar o monitoramento da perda de vapor, com um payback de cerca de 4 meses,  a solução SNIFFLARE é voltada para detectar fugas internas em válvulas, devido principalmente às ações constantes de abertura e fechamento das mesmas e aos processos corrosivos. É uma das ferramentas The Sniffers com melhor retorno financeiro para a indústria, com um payback inferior a um ano, ampliação da vida útil das válvulas, redução de perdas de produtos, de energia, água e escape do CO2.

LDAR com Cachorros Sniffers

Alguns números médios interessantes, encontrados pela Sniffers após um ano da implantação do LDAR:

  • Redução das emissões de uma refinaria: 50%
  • Redução das perdas do queimador: 70%
  • Redução das emissões: 55%
  • Redução de incidentes em dutos: 50%
  • Redução em perdas de vapor: 46%

Assim, se conclui com segurança que, além de uma questão ambiental, de saúde e segurança, a implantação do programa de detecção de vazamentos e reparo dentro de uma indústria é uma questão econômica de fundamental importância.